Cartas de amor – Carta 8

Categorias: Cartas

Natal(RN), 08 de janeiro de 1915. Meu amor, Os gatos dormem. As nuvens seguem suas viagens lentamente. Sabe, amor, eu desconheço a primavera e as chuvas de verão. A vida sempre passou por mim sem que eu a sentisse. A árvore gigante plantada ao lado da minha casa fazia uma sombra belíssima, mas eu nunca […]

Cartas de amor – Carta 7

Categorias: Cartas

Natal(RN), 26 de agosto de 1914. Meu amor, É manhã de quinta-feira e chove lá fora. A minha casa está silenciosa. Gritos? Só os da minha alma. Ainda pouco fiz café e tomei sozinha. A xícara suja continua à mesa. Parece que estou envelhecendo muito rapidamente. O meu corpo acordou hoje pedindo seu abraço, mas […]

Cartas de amor – Carta 6

Categorias: Cartas

Natal(RN), 14 de julho de 1916. Boa noite, amor! Hoje não fiz quase nada. Caminhei à tardinha pelas ruas da minha cidade em passos lentos. O céu está coberto de nuvens escuras. Parece que vai cair uma grande chuva. Cheguei em casa com sede. Tomei você no pensamento e a sede passou. Deixei os chinelos […]

Cartas de amor – Carta 5

Categorias: Cartas

Natal(RN), 03 de julho de 1914. Meu amor, Amor da minha vida. Amor só meu. Amor que trago no peito. Amor que me alimenta. Amor que me perfuma. Amor que me faz sonhar com anjos. Amor só meu…só meu. E porque hoje, meu amor, é seu aniversário eu venho alegremente escrever-lhe esta carta com palavras […]

Cartas de amor – Carta 4

Categorias: Cartas

Natal(RN), 04 de outubro de 1911. Meu amor, O semáforo fechou. E você parou ao lado do meu carro. Desde a nossa última discussão que não nos víamos, não conversavámos, não tive notícias suas. Você sumiu. Eu sumi. Ficamos em silêncio. Eu sofri, não sei você. Você buzinou e eu olhei para você. Eu estava […]

Cartas de amor – Carta 3

Categorias: Cartas

Natal(RN), 28 de agosto de 1911. Meu amor, As lágrimas escorregam pelo meu rosto. É um choro silencioso. Um choro quieto. Nossa primeira discussão. Você me xingou. Eu também disse coisas desagradáveis. Tudo devido ao meu ciúme. Mas você há de aceitar que tive meus motivos. Ela estava na sua cama, manhã cedo, vestida com […]

Cartas de amor – Carta 2

Categorias: Cartas

Natal(RN), 14 de novembro de 1910. Meu amor, Obrigada por cuidar de mim. Você veio quando eu mais precisei. Ficou ao meu lado. Zelou pela minha saúde. Preocupou-se. Tenho vontade de me bater por lhe chamar de ingrato. A pneumonia me pegou. Você perguntou se eu não estava me cuidando. Tive vontade de responder que […]

Cartas de amor – Carta 1

Categorias: Cartas

Natal(RN), 19 de setembro de 1909. Meu amor, Viu como o sol saiu hoje? A primeira coisa que fiz ao me levantar foi ir à janela e olhar para o tempo. Na verdade, eu não estava contemplando o tempo, mas meu olhar perdido em lembranças que traziam você. Faz três dias que não nos vemos. […]